Goulart de Andrade Advocacia

Região - Franca aposta em tecnologia para combater sonegação imobiliária

09/04/2010 12:58

 A Prefeitura de Franca quer finalizar em três meses estudos para a contratação de uma empresa especializada em geoprocessamento por satélite e investir na modernização de seu cadastro físico de imóveis, como forma de combater a sonegação imobiliária.

A licitação preparada pela administração deve ser aberta em julho, segundo o secretário de Finanças, Sebastião Ananias. O projeto poderá levar até 18 meses para ser concluído e chegar a R$ 6 milhões.

Para o secretário, a defasagem de informação sobre a área construída em edificações em Franca pode chegar a 68 mil (40%) dos 170 mil imóveis existentes, com concentração de problemas no setor residencial.

A receita com a cobrança de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) em Franca foi de R$ 36,64 milhões em 2009.

O projeto prevê o mapeamento aéreo de Franca, o que permitirá à administração o levantamento completo de todos os terrenos com suas respectivas construções e tamanho exato, fotografias das fachadas de todos os imóveis e a modernização do cadastro físico, que hoje trabalha com fichas de papel preenchidas à mão e com dados cuja última atualização ocorreu em 2000.

"Franca está muito esparramada, não é uma cidade verticalizada. Novos bairros surgem constantemente e há uma série de situações que ampliam o custo do serviço", disse.

FOLHA DE S. PAULO - RIBEIRÃO

Notícia retirada do site: https://www.aasp.org.br/aasp/imprensa/clipping/cli_noticia.asp?idnot=7459

© Goulart de Andrade Advocacia 2010 - 2011. Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode